Publicações de Felipe Rodrigues de Souza
Domingo, cerne da vida litúrgica da Igreja Católica

Domingo, cerne da vida litúrgica da Igreja Católica

Dies Dominicus, dia do Senhor, o domingo é o cerne da vida litúrgica da Igreja Católica, no qual se celebra a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Essa celebração remonta ao próprio dia da Ressurreição, como afirma o Concílio Vaticano II através da Sacrosanctum Concilium, n. 106. Ao povo judeu, o Senhor determinou que deveria guardar o sábado e consagrá-lo a Ele. Esse costume foi observado até a vinda do Messias, e até posteriormente pelos primeiros discípulos, os quais provinham do judaísmo e trouxeram consigo muitos dos costumes judaicos. Porém, aos poucos o domingo começou a tomar destaque pelo fato da Ressurreição de Cristo ter ocorrido nesse dia.

O que é o Ano Litúrgico?

O que é o Ano Litúrgico?

O Ano Litúrgico é o modo que a Igreja Católica encontrou de santificar o tempo. Ele não é a mera representação ou comemoração da vida de Jesus Cristo, mas um como que reacontecer, uma atualização, de cada episódio. Nele é celebrada a Obra da Salvação do Divino Redentor. Ele é constituído por um ciclo que se repete a cada ano, assim como o ciclo das estações do ano. Esse ciclo é constituído por dois grandes blocos: o Ciclo do Natal e o Ciclo da Páscoa.

O que Jesus fez nos trinta anos que viveu em Nazaré?

O que Jesus fez nos trinta anos que viveu em Nazaré?

Muitos gostariam de ter mais informações sobre o que Jesus fez ao longo dos trinta anos que viveu em Nazaré na companhia de Nossa Senhora e São José. Contudo, são poucos os fatos relatados nos evangelhos a esse respeito. O que terá feito Jesus? Ajudava São José na carpintaria? Frequentou alguma escola rabínica como era costume na época? Teve amigos de infância? Enfim, quantas e quantas perguntas poderiam surgir a respeito desses trinta anos na pequena Nazaré. Sem dúvida, um dos principais motivos foi a santificação de seus pais, especialmente de Maria, A qual deveria ser Medianeira Universal.

Qual o efeito que o Batismo produz em nossa alma?

Qual o efeito que o Batismo produz em nossa alma?

O Batismo é o maior dom que Deus poderia ter concedido à humanidade. Através dele somos elevados à família divina, passamos a ser filhos de Deus, irmãos de Jesus Cristo e herdeiros do Céu. No Batismo é introduzida na alma a Graça Santificante e todo o organismo espiritual - virtudes e dons - que nos permite atuar dentro dessa nova vida que é a vida divina. O Batismo é a porta para todos os outros sacramentos, sem ele não é possível fazer parte da Igreja Católica nem se beneficiar de todos os tesouros que Jesus Lha confiou. Pelo Batismo passamos a pertencer ao Corpo Místico de Cristo, isto é, a Igreja Católica. Pelo Batismo passamos a ser templos da Trindade.

Fora da Igreja não há salvação

Fora da Igreja não há salvação

São Cipriano afirmou que "fora da Igreja não há salvação". Essa teoria é sustentada por diversos santos e pelo Magistério da Igreja. Mas como coadunar essa afirmação com a recente declaração do Papa Francisco que "a privatização da salvação é uma estrada errada”?

Página 4 de 512345