adão e eva

Papa critica excessos do machismo

Papa critica excessos do machismo

O papa Francisco criticou hoje (22) "os excessos do machismo", que qualifica a mulher como "segunda classe", e denunciou "a instrumentalização e a comercialização do corpo feminino na atual cultura midiática". Durante a audiência geral na Praça de São Pedro, o papa denunciou as "variadas formas de sedução enganosa e prepotência humilhante" exercidas sobre as mulheres, como "os excessos do machismo, que considera a mulher de segunda classe".