ONU tratará situação de cristãos perseguidos no Oriente Médio
Foto: Stanley Calderelli / Flickr

ONU tratará situação de cristãos perseguidos no Oriente Médio

Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas abordará pela primeira vez a situação das minorias cristãs ameaçadas em vários países em resposta à crescente preocupação mundial pela segurança dos cristãos no Oriente Médio e ao chamamento da Santa Sé, Líbano e Rússia através de uma declaração conjunta.

A sessão, anunciada no mês anterior pelo ministro do Exterior francês, Laurent Fabius (França preside atualmente o Conselho), se levará a cabo nesta sexta-feira, 27 de março, segundo informou o Vatican Insider. A declaração conjunta que respalda a urgência da avaliação foi datada do dia 13 de março e respaldada por mais de 50 nações.

Como representação da Igreja Católica em situação de perseguição participará na sessão o Patriarca Raphael Sako, que preside a Igreja Católica Caldeia. O prelado fez um chamado para frear a incitação à violência na região e solicitou ajudas para a povoação afetada nos lugares onde se levam a cabo enfrentamentos.

A realização da sessão se produz nove meses depois da intensificação da crise de liberdade religiosa manifestada no desenvolvimento dos cristãos de Mosul e a planície de Nínive e após os recentes atos de violência gravados em vídeo e divulgados como parte da propaganda de grupos terroristas radicais.


Com informações da Gaudiumpress.

Deixe seu Comentário