Oração a São João Evangelista
São João Evangelista, pintura de Domenichino

Oração a São João Evangelista

Ó Deus, que pelo apóstolo São João 
nos revelastes os mistérios do vosso Filho, 
tornai-nos capazes de conhecer e amar 
o que ele nos ensinou de modo incomparável. 
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, 
na unidade do Espírito Santo.

Deus, qui per beátum apóstolum Ioánnem 
Verbi tui nobis arcána reserásti, 
præsta, quǽsumus, 
ut, quod ille nostris áuribus excellénter infúdit, 
intellegéntiæ competéntis eruditióne capiámus. 
Per Dóminum nostrum Iesum Christum Fílium tuum, 
qui tecum vivit et regnat in unitáte Spíritus Sancti, Deus, 
per ómnia sǽcula sæculórum.


São João Evangelista ou Apóstolo João, foi um dos doze apóstolos de Jesus e além do Evangelho segundo João, também escreveu as três epístolas de João (1, 2, e 3) e o livro do Apocalipse. Há que se destacar aqui a existência de uma controvérsia sobre o verdadeiro autor do Apocalipse, mas uma tradição representada por São Justino e amplamente difundida no século II Ireneu de Lyon, Clemente de Alexandria, Tertuliano, o Cânone Muratori), identifica o autor como sendo o apostolo João, o autor do quarto evangelho. Mas até o século V as igrejas da Síria, Capadócia e mesmo da Palestina não pareciam ter incluído o apocalipse no cânon das escrituras, prova de que não o consideraram como obra do apostolo. Apresenta inegável parentesco com os escritos joaninos, mas também se distingue claramente deles por sua linguagem, seu estilo e por seus pontos de vista teológicos (referentes, sobretudo à parúsia de Cristo), comentário de introdução ao apocalipse na Bíblia de Jerusalém.

João seria o mais novo dos 12 discípulos, tinha provavelmente cerca de vinte e quatro anos de idade à altura do seu chamado por Jesus. Consta que seria solteiro e vivia com os seus pais em Betsaida. Era pescador de profissão, consertava as redes de pesca. Trabalhava junto com seu irmão Tiago Maior, e em provável sociedade com André e Pedro.

As heranças deixadas nos escritos de João, demonstram uma personalidade extraordinária. De acordo com as descrições ele seria imaginativo nas suas comparações, pensativo e introspectivo nas suas dissertações e pouco falador como discípulo. É notório o seu amadurecimento na fé através da evolução da sua escrita.

Deixe seu Comentário